Lajedo de Pai Mateus, um polo turístico preservado no Cariri Oriental

A região Nordeste do Brasil, tem por natureza maior fluxo de turistas, brasileiros como estrangeiros que vem buscar nos ventos úmidos do oceano Atlântico belíssimos lugares para relaxar o corpo e enobrecer a alma. Sendo assim, o Lajedo de Pai Mateus localizado no Estado da Paraíba vem à vinte anos sendo um ponto de “vislumbre” a toda gente que lá chega para contemplar as gigantes pedras arredondadas que ao pôr do sol reluz um acobreado nas suas formas esculpidas pelo tempo a milhares de anos.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

O que é o Lajedo na área rural de Cabaceiras:

O lajedo é um conjunto de lajes, que forma uma extensão rochosa de 1,5 km quadrados. Sobre o lajedo, pedras gigantes foram moldadas pelo vento ao longo de milhares de anos. Pedras arredondadas que chegam a pesar 45 toneladas como que suspensas sobre o convexo rochoso, chamadas matacões.

Segundo estudos geológicos, as inscrições rupestres, as pinturas dos índios cariris que lá viveram há mais de doze mil anos, são registros de um tempo longínquo, mas cheio de significados e simbolismos. E é nas pegadas do homem primitivo que muitos turistas vem até o lajedo para apreciar as maravilhas da existência humana com os adornos que a mãe natureza generosamente nos presenteou com os cem matacões distribuídos no lajedo em meio a vegetação de pequeno porte, que é nossa genuína Caatinga resistente.

Localizado na microrregião do Cariri Oriental, o lajedo dispõe de uma luminosidade naturalmente incandescente devido ao Sol que reina poderosamente na maior parte do ano. É nessa atmosfera que o verde lá existente são os cactos, pequenos arbustos, xique-xiques macambiras de pedra, coroa de frade, plantas resistentes ao clima quente do semiárido brasileiro. Assim entre pedras e plantas, o Lajedo de Pai Mateus tornou-se atração eco turística e geoturística, possibilitando um arcabouço para o conhecimento nos mais diversos interesses dos visitantes.

Lugares similares ao lajedo, encontram-se na Namíbia (Erongo Moutains), na Austrália (Devil’s Marbles), Argélia (região do Hoggar) e nos Estados Unidos (Moab, Utah). As semelhanças existentes com as três primeiras citadas são bem interessantes. Vale a pena conferir.

 

Quem foi Mateus:

Um homem negro solitário, que viveu no século XVIII sobre o lajedo. Conhecido pela sabedoria que tinha sobre raízes e plantas medicinais, o ermitão que foi adotado como pai por aqueles que o procuravam batizou o lajedo com suas orações, dando a esse lugar o seu nome de curandeiro – “Lajedo de Pai Mateus”.

 

Sacas de Lã:

Situada no mesmo sítio privado, este monumento da natureza remete a um passado próspero da Paraíba, em que a produção algodoeira era intensa, e que, portanto, os fardos de algodão eram empilhados, assim como essa formação rochosa tão peculiar.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Hotel Fazenda Pai Mateus:

Legenda: Hotel Fazenda, ótimas instalações e excelente cardápio regional, conta com guias turísticos

Propriedade que abrange toda essa riqueza arquitetônica, tem à disposição dos visitantes um ambiente propício para sentirem-se integrados à realidade concreta daquele lugar tão místico.

 

Cidade de Cabaceiras:

A uma distância de 30Km do Lajedo de Pai Mateus, Cabaceiras encontra-se na Mesorregião da Borborema, nos Cariris Velhos. Com baixo índice pluviométrico e Sol o ano inteiro, Cabaceiras está a uma altitude de 388 metros acima do mar, a uma distância de 170Km da Capital paraibana João Pessoa.

A partir do ano de 1998, com o crescente turismo que se desenvolvia em torno do Lajedo de Pai Mateus, a indústria do áudio visual brasileiro passou a ter uma percepção diferenciada sobre Cabaceiras. Uma cidade com cerca de 5.000 habitantes, seus moradores tem uma acolhida calorosa a todos que lá chegam.

Com arquitetura das casas conservada que datam especificamente o século XIX, Cabaceiras tornou-se cenário para a produção de filmes, séries e documentários, totalizando umas trinta produções até esta data. Os filmes que mais destacam-se são o “Auto da Compadecida”, de Guel Arraes, “Cinemas, Aspirinas e Urubus”, de Marcelo Gomes, “Canta Maria”, de Francisco Ramalho Jr, e a última produção foi a série “Onde Nascem Os Fortes”, de George Moura e Sérgio Goldenberg.

Outro destaque turístico de Cabaceiras é a “Festa do Bode Rei”, onde se pode degustar pratos deliciosos com a carne de bode; iguaria reinante dos cabaceirenses.

Outra potência da região, é a Cooperativa dos Curtidores e Artesãos em Couro de Ribeira de Cabaceiras, que com seus 200 cooperados desenvolvem um artesanato de excelente qualidade, apreciado internacionalmente.

 

Como chegar a este polo turístico:

Partir da capital paraibana, o turista irá trafegar pela BR-230, passando pela cidade de Campina Grande. Segue na BR-230, até chegar a “Praça do Meio do Mundo”, em direção a cidade de Boa Vista, onde segue a PB-160 para finalmente aportar na estrada de terra que leva ao Lajedo de Pai Mateus.

 

 

 

pbc
pbc
A redação do PBC possui experiência na produção de conteúdos relacionados aos temas; cultura, turismo e meio ambiente. Estamos sempre em busca de informações atuais, interessantes e de grande relevância para a sociedade, pesquisando e trazendo para você uma boa leitura. Acompanhe nosso portal e mantenha-se informado, contribuindo com um futuro melhor para o nosso Planeta Terra.
Related Posts