Concurso de arte Lidice, da República Tcheca, premiou obra coletiva de alunos brasileiros

 Concurso de arte Lidice, da República Tcheca, premiou obra coletiva de alunos brasileiros

Os alunos do Colégio Santo Américo, Francisco Dias e Giancarlo Getúlio, do Ensino Fundamental Anos Finais, conseguiram um feito inédito na história do Concurso Infantil de Artes Plásticas Lidice: uma medalha para o país. O tema do concurso foi “Dança” e o trabalho premiado com a medalha histórica ganhou o título de “Samba”.

Além da medalha, outro coletivo de alunos do Colégio Santo Américo, formado por Marina Sandrini, Francisco Araes, Isabela Sassoun e Felipe Tozzi, da 5ª série do Ensino Fundamental Anos Iniciais, recebeu uma menção honrosa pelo trabalho intitulado “Carnival”.

“Para nós, a participação nessa premiação é muito importante pois coloca nossos alunos num nível internacional, dando visibilidade às suas habilidades artísticas e valorizando a arte e a cultura, pilares da formação humana do Santo Américo”, afirma Adriana Fontes, professora de Artes do Ensino Fundamental Anos Finais do Colégio Santo Américo, responsável pela condução do trabalho que conquistou a medalha.

De acordo com a professora Adriana, os alunos ficaram surpresos com o resultado do concurso e esperam participar da próxima edição. “Essa experiência única estimula a participação de mais alunos em concursos de arte, engajamento nas aulas do currículo e nas atividades propostas pela comunidade escolar”, diz.

Lucia Helena Rocha de Campos da Silva, professora de Artes do Ensino Fundamental Anos Iniciais, foi a orientadora do coletivo de alunos do 5º ano que recebeu menção honrosa pela obra “Carnival” e, segundo ela, a participação do colégio em concursos internacionais de artes é muito importante pois desafia e estimula os alunos a aprimorarem suas habilidades artísticas. “Eles precisam pesquisar, experimentar diferentes técnicas e estilos, e aprimorar suas técnicas de composição e expressão visual, ampliando, assim, seu repertório artístico e cultural. Oferece também, aos alunos, a oportunidade de ter seus trabalhos avaliados por especialistas renomados no campo das artes plásticas”, complementa a professora.

Para o Reitor do Santo Américo, Dom Elias Bastida Murillo O.S.B., a participação dos alunos nessa competição complementa o ensino e incentivo à Arte realizado pela escola como integrante de seus pilares para formação humana e ao trabalho de internacionalização que prepara os estudantes para um futuro global. “No Santo Américo incentivamos nossos alunos a participarem de experiências que atravessam os muros da escola e que agregam valores ao aprendizado, como é o caso de eventos culturais e artísticos, e as olimpíadas científicas”, diz o Reitor.

Em sua 51ª edição, o Concurso Infantil de Artes Plásticas Lidice teve a participação de 83 países e 16.416 trabalhos enviados, sendo 145 de 14 escolas brasileiras sediadas em Barra Mansa (RJ), Curitiba (PR), Lídice (RJ), Rio Claro (RJ), São João Nepomuceno (MG) e São Paulo (SP), e de uma participante individual, de São Paulo.

O Concurso Infantil de Artes Plásticas Lidice foi criado em 1967 em homenagem às vítimas infantis do vilarejo tcheco de Lidice assassinadas pelos nazistas em 1942, e a todas as outras crianças vitimadas por guerras. Embora inicialmente nacional, o concurso tornou-se internacional em 1973.

 

 

Sobre o Colégio Santo Américo

Fundado em 1951 por monges beneditinos húngaros, o Colégio Santo Américo atende alunos do Ensino Infantil, Fundamental Anos Iniciais, Fundamental Anos Finais e Ensino Médio. Mantido pelo Mosteiro São Geraldo de São Paulo, o colégio é reconhecido com o Selo da Unesco e oferece a seus alunos o ambiente ideal para a formação humana, acadêmica, esportiva e cultural. Desde 1963 o Colégio Santo Américo ocupa uma área de 64 mil m² no bairro Morumbi.

0 Shares
Digiqole Ad

PBC

https://paraibacultural.com.br

Noticias Culturais e Ambientais da Paraíba

Conteúdo relacionado

Ativar notificações Sim Não
Which Notifications would you like to receive?